De remédio a drink mundialmente famoso, a caipirinha foi motivo de nada menos que três decretos presidenciais. O que permanece hoje na nossa constituição é o decreto 6.781 de 2009 que diz:

A bebida prevista no caput, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, elaborada com cachaça, limão e açúcar, poderá ser denominada de caipirinha (bebida típica do Brasil), facultada a adição de água para a padronização da graduação alcoólica e de aditivos.

Vamos ver se eu entendi:

  • Tem que ser feita de cachaça, limão e açúcar.
  • Precisa de uma graduação alcoólica em volume entre 15% e 36%.
  • A cachaça deve estar a uma temperatura de 20 graus.
  • Gelo pode ser adicionado para corrigir a graduação alcoólica.

Em suma, acho que eu nunca tomei uma caipirinha na minha vida.

Bobagens constitucionais a parte, queria mesmo é falar que o modo tradicional de se fazer caipirinha é na verdade terrível e produz um resultado extremamente inconsistente. Vai dizer que você não fica receoso em pedir uma caipirinha em um bar pois não faz ideia do que vão te fazer? Ou que nunca tomou uma segunda caipirinha que lembrava apenas vagamente a primeira?

A receita tradicional da caipirinha pede que o limão seja esmagado em um copo baixo com açúcar. Em seguida você enche o copo com gelo e completa com a cachaça. Tudo errado!

Em primeiro lugar, esmagar o limão direto no copo é um equívoco. Cada limão produz uma quantidade diferente de suco e você vai acabar com um drink diferente toda vez. E mesmo que você regule isso na quantidade de limão (o que convenhamos, jamais acontece), você vai acabar com um monte de bagaço no copo que nada acrescentam ao drink.

O tamanho do copo também atrapalha demais no resultado. A caipirinha é feito em um copo baixo, repleto de bagaço de limão e gelo. Onde fica o espaço para a cachaça? A caipirinha de bares é um drink de três goles!

xarope de acucar
Xarope de açúcar

Por fim, não entendo a utilização do açúcar ao invés de xarope de açúcar. Ninguém consegue esmagar o açúcar até ele desaparecer. Ele vai ficar lá, bonitinho no fundo do copo.

Receita: veja como preparar o xarope de açúcar para drinks

Nem é difícil encontrar fatos para validar este ponto de vista. Pegue qualquer drink que utilize o limão: margarita, mojito, daiquiri ou whiskey sour por exemplo. Todos usam suco de limão e não o limão macerado. No daiquiri e no whiskey sour a comparação é ainda mais óbvia pois eles são a caipirinha com a cachaça substituída por rum e whiskey, respectivamente!

Entendo que é tradição macerar o limão no copo e tudo mais, só não dá para afirmar que esta é a melhor maneira de preparar a caipirinha. Ou qualquer outro drink com limão.

Vamos então a receita perfeita da caipirinha!

Caipirinha de Limão

Receita de caipirinha de limão

Ingredients

  • 60 ml cachaça
  • 45 ml suco de limão
  • 30 ml xarope de açúcar

Instructions 

  • Coloque todos os ingredientes em uma coqueteleira
  • Acrescente gelo
  • Bata tudo vigorosamente por 20 segundos
  • Sirva em um copo de old fashioned com pedras grandes de gelo
  • Decore com duas rodelas de limão

Notes

  • Aqui vai a receita para o xarope de açúcar.
  • Prefere outra fruta no lugar do limão?  O conceito é o mesmo, tire o suco da fruta e nunca macere nada direto no copo.
  • Algumas frutas como o caju são fáceis de se espremer com a mão para extrair o suco.  Em outras como o morango é melhor macerar a fruta na coqueteleira, bater e depois peneirar no copo.

Write A Comment

Recipe Rating