Foi-se o tempo onde bares de vinho tinham comida apenas para tapear a fome. Hoje São Paulo tem ótimos wine bars com bons vinhos e boa comida. É o caso do Clos Wine Bar, restaurante da chef Elisa Fernandes, ganhadora da primeira edição do Masterchef em 2014.

Clos Wine Bar

O lugar é super agradável. A construção descontraída – com muita madeira e tijolinhos – reflete bem o cardápio e a experiência do Clos.

jardim de legumes

Começamos com o jardim de legumes da estação com molho romesco (R$ 48). Sensacional. Técnica perfeita para cada ingrediente e um delicioso romesco, leve e extremamente saboroso.

mexilhão

Os mexilhões com batatas fritas (R$ 50) estão entre os melhores de São Paulo. Tenros, carnudos e cobertos por muita cebola, alho e um molho para tomar de colher.

gravlax

Outra ótima entrada, o gravlax de peixe curado com tomate confitado e salsa de tomate fermentado (R$ 54) tem sabor sutil e refrescante.

choux de creme de milho

Não me dei muito bem com o choux de creme de milho, pancetta crocante, picles de quiabo e salada (R$ 48). O bom choux é ofuscado pelo forte sabor defumando do creme de milho.

copa lombo

Dos pratos principais, fui de copa-lombo com cogumelos, batata na gremolata e redução de vinho (R$ 66). Não sou tão fã dos cogumelos aqui, mas o bom preparo da carne compensou.

E os vinhos?

Praticamente toda a carta de vinhos pode ser pedida em taça ou garrafa. Eles usam um aparelhinho chamado Coravin para tirar vinho de uma garrafa sem sacar a rolha.

Carta de vinhos Clos Wine Bar

Os preços da taça vão de R$ 28 a R$ 65.

Domaine Thillardon, 2018 Coup Double

Entre os vinhos, o que mais gostei foi o Domaine Thillardon 2018, Coup Double. Belo beaujolais.

Clos Wine Bar

Meu único feedback é em relação ao andar de baixo, onde o distanciamento social poderia ser melhor. O andar de cima é bem mais espaçoso.

Clos Wine Bar

Clos Wine Bar – Está recomendado!

Elisa Fernandes

2 Comments

  1. Geraldo Machado Reply

    Queria compartilhar minha experiência com vocês – que vivi na última sexta, 24/09/2021, no jantar.

    A verdade, é que toda experiência com o Clos Wine Bar foi antipática do começo ao fim.

    Primeiro o fato de cobrar pela reserva (R$50,00 por pessoa).

    Imaginei que o lugar estivesse super concorrido, o que poderia, em tese, explicar.

    Nunca perdi uma reserva, e me pergunto qual é o grande prejuízo se a pessoa não aparecesse para a reserva? Eles sentariam a mesa com alguém da espera 10 minutos depois, passada a tolerância de praxe, não?

    Minha surpresa foi ver que não tinham espera nenhuma na porta, e algumas mesas vazias quando cheguei.

    Aliás, na porta do restaurante, também não tinha ninguém para nos receber. E apesar das mesas vazias, e da reserva, demoramos alguns minutos para sentarmos.

    A falta de valet em um lugar tão difícil de estacionar também incomodou.

    *Mas ok, tudo isso poderia ser relevado.*

    Porém, ao sentar, a primeira surpresa desagradável dentro do restaurante. Antes mesmo do boa noite pela garçonete, somos recebidos com um aviso: “vocês foram informados quando fizeram a reserva que nesse horário só trabalhamos com menu degustação, ao custo de R$220, né?” – não, não tínhamos sido informados.

    Não vejo essa informação em lugar algum no site deles, nas redes sociais, no Whatsapp quando fiz a reserva ninguém informou, nas matérias sobre o restaurante também nada. E nem no próprio cardápio dentro do restaurante tem essa informação!

    É estranho ver um cardápio, com preços individuais, sem nenhuma informação de “menu desgustação” – mais estranho ainda é ver que no “Menu Degustação” você escolhe 1 item de cada parte do cardápio, cuja soma é MUITO MENOR do que o valor cobrado pela degustação (meu pedido teria dado R$179 no total, não R$220).

    O sommelier, apesar de simpático, demorava muito para aparecer. Muitas vezes ficávamos com as taças vazias, apesar de termos consumido duas garrafas (em 3 pessoas – minha esposa, grávida, não bebeu). E era difícil chamar alguém para repor.

    A comida foi ok. Algumas entradas boas, mas ninguém se encantou com os pratos principais.

    Mas a cereja do bolo foi o fim da noite. Nosso jantar começou às 20h30. Por volta das 22h percebemos já uma certa agitação no salão. Quando as pessoas saiam das mesas, imediatamente eles colocavam as cadeiras de pernas para o ar em cima delas.

    22h30, pontualmente, no meio da sobremesa, recebemos a conta – sem nem termos pedido por ela. Por volta das 23h saímos, sentindo que estávamos sendo expulsos do lugar.

    Essa mensagem é mais um desabafo, e uma tentativa de crítica construtiva, pois acredito que o restaurante tem tudo para dar super certo, mas me pergunto quem toparia topar voltar depois de uma experiência como essas. E sem recorrência, o Clos Wine Bar está fadado ao fracasso.

    • Oi Geraldo.

      Obrigado por compartilhar.

      Alguns restaurantes tem cobrado mesmo pela reserva. Eles fazem isso pois muita gente tem o costume de reservar e não comparecer, sem se dar ao trabalho de cancelar. Acaba atrapalhando o andamento no salão ter que esperar com a mesa vazia.

      E muitas vezes o que acontece é que a pessoa chega atrasada. E aí a mesa passou para outra pessoa e quem fez a reserva sai super insatisfeito.

      É complicado mesmo…

Write A Comment