Antes de qualquer coisa, vamos ao óbvio. Não sou um crítico gastronômico. Ninguém mais é.

Crítica gastronômica de verdade demanda inúmeras visitas a um restaurante ao longo do tempo, algo que ninguém mais banca.

Tento ser justo. Muitas vezes visito um lugar mais de uma vez. E se faço apenas uma visita, sempre como alguns pratos diferentes para tentar embasar melhor minha opinião.

O que posto aqui é uma foto de um restaurante, não um filme.

Mesmo assim acho válido pois junto com o fim da crítica gastronômica, deixamos de discutir gastronomia. Pior, passou a ser politicamente incorreto criticar um restaurante.

Tudo bem avaliar um filme, uma música, um livro, um video game. Restaurante não. Falar mal de um restaurante destrói o trabalho duro de uma equipe de cozinheiros!

Que baboseira.

Ninguém tem sozinho o poder de elevar ou destruir um restaurante. Aliás, a intenção (pelo menos a minha) jamais é destruir. Apontar um erro técnico pode ser visto como ofensa ou como feedback construtivo.

Como saber o que melhorar se ninguém aponta seus erros?

Não temos este tipo de discussão e hoje vivemos em um cenário onde os poucos e bons restaurantes se perdem no meio de um oceano de gastronomia medíocre. Onde o marketing do camarão farelento com catupiry impera. Onde a sobremesa com chocolate industrializado é vista como desejo de consumo. E onde o hotdog de sushi, a pizza com borda de coxinha e o fondue de leite ninho com nutella são vistos com naturalidade.

Por fim, avaliar ou comentar sobre um restaurante não dá a ninguém a licença para esculhambação. Gente que fala bobagem sem embasamento não agrega nada e só prejudica o segmento.

Se você me segue, provavelmente é porque concorda com o que tenho feito aqui. Agradeço o carinho e apoio.

E seguindo a mesma lógica, feedbacks construtivos são bem-vindos.

Write A Comment